Início » Para especialista, não foi pênalti para o Grêmio

Para especialista, não foi pênalti para o Grêmio

Lance ocorreu na segunda etapa quando o Bahia vencia por 1 a 0.

de Redação
0 Comente
Carballo - Bahia x Grêmio Copa do Brasil 2023 Arena Fonte Nova

Grêmio e Bahia fizeram o “primeiro tempo” do confronto pelas quartas de final da Copa do Brasil 2023. Na Arena Fonte Nova, a partida terminou empatada por 1 a 1 com gols de Everaldo, ex-Grêmio, e Cuiabano nos acréscimos da partida. Mas um lance gerou grandes reclamações da torcida tricolor.

Grêmio reclamou de pênalti

Até mesmo Renato Portaluppi, que não gosta de falar da arbitragem, protestou.

“Tivemos um pênalti legítimo no Cristaldo sábado e hoje: um toque no braço claro que o VAR não chamou o árbitro. Foram pênaltis que eu tenho 100% de certeza que foram” declarou Renato após a partida.

O lance ocorreu aos 21 minutos da segunda etapa. Bitello cobrou escanteio, Bruno Uvini desviou de cabeça e a bola bateu no braço de Rezende. O árbitro, Ramon Abatti Abel, mandou o jogo seguir e o árbitro de vídeo, Rodolpho Toski Marques, não interferiu.

“Decisão” correta declara especialista

Para Diori Vasconcelos, especialista em arbitragem, a arbitragem agiu corretamente:

“Analisando o lance, considero que a decisão da arbitragem foi correta. A infração não ocorreu porque Rezende estava claramente em uma ação de disputa e não em uma ação de bloqueio. O volante do Bahia salta para tentar o cabeceio, estende o braço e estabelece um contato com Bruno Uvini. O jogador do Grêmio cabeceia na direção do braço do adversário, que estava muito próximo da bola. É claro que esse tipo de lance sempre causará intenso debate por se tratar de uma decisão interpretativa, conforme estabelece a regra 12, sobre mão na bola” declarou Diori.

A regra 12, na íntegra: “Tocar na bola com sua mão ou seu braço quando estes ampliarem o corpo do jogador de maneira antinatural. Considera-se que um jogador amplia seu corpo de forma antinatural quando a posição de sua mão ou seu braço não for consequência do movimento do corpo nessa ação específica ou não puder ser justificada por esse movimento. Ao colocar a mão ou o braço nessa posição, o jogador assume o risco de que a bola acerte essa parte de seu corpo e de que isso constitua uma infração.”

Contudo, o Grêmio tem tudo para avançar a mais uma semifinal da Copa do Brasil. Para isso, precisará vencer o tricolor baiano na próxima quarta-feira (12), às 19h, na Arena.

Abaixo o lance polêmico.

You may also like

Deixe um comentário

3

Aqui você encontra notícias atualizadas, análises táticas, entrevistas, histórias marcantes e interação com os torcedores. Tudo em um só lugar, mantendo você informado e de olho no tricolor.

EM ALTA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Portal feito com 🤍 em Porto Alegre.